11 de jan de 2019

Endividado: Governo vai rever 'contratos' com servidores estaduais e fazer remanejamentos

Endividado: Governo vai rever 'contratos' com servidores estaduais e fazer remanejamentos
Governador do Piauí - Wellington Dias. (foto: Jailson Soares / PD)
Em reunião com o secretário de Estado da Administração e Previdência, Ricardo Pontes, o governador Wellington Dias traçou, nessa quarta-feira (9), mais medidas para redução de gastos na gestão do Estado. A audiência foi realizada no Palácio de Karnak e teve a participação de representantes da Procuradoria Geral do Estado (PGE), Secretaria da Educação e Saúde. 
Segundo Ricardo Pontes, uma das medidas é rever as lotações de servidores. “Discutimos com as secretarias e estamos revendo quais são as lotações de cada unidade, hospitais, escolas, quantas pessoas realmente são necessárias para o cenário atual. A ideia é fazer um redimensionamento desse pessoal”, disse o secretário. 
Para o governador, além da redução de gastos, o objetivo também continua sendo ampliar a capacidade de investimentos. “Queremos um Estado com crescimento de receitas próprias e uma economia forte. Vamos fortalecer ações e medidas que continuem transformando o Piauí em um lugar mais desenvolvido”, afirmou Wellington. 
Contenção na Sesapi 
A Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) mantém a adoção de medidas para economicidade e redução de gastos. Após o chamamento de servidores cedidos a outros órgãos, o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, apresentou aos diretores das unidades gestoras vinculadas à sede um conjunto de ações e medidas que devem ser implantadas e reforçadas para contenção de despesas. 
Em reunião, nessa quarta-feira (9), com diretores de hospitais, tanto da capital como do interior, Centro de Hematologia e Hemoterapia (Hemopi), Diretoria de Vigilância Sanitária (Divisa) e Laboratório Central (Lacen), Florentino Neto explanou as ações que devem ser implementadas.
“Fizemos uma avaliação sobre nossas despesas, buscando respeitar a decisão governamental de redução de despesas, reduzindo também o número de contratos de prestação de serviços e plantões extras, para que possamos favorecer o trabalho dos servidores efetivos”, disse o gestor. 
O secretário também anunciou o estudo que está sendo feito para a realização de concurso ainda para este ano, “o que vai suprir a necessidade dos hospitais e substituir uma força de trabalho eventual por uma força de trabalho efetiva”.
Outra medida é a substituição de equipamentos alugados pelos próprios, tendo o programa Renova Saúde como uma estratégia para modernização dos hospitais. 
As medidas obedecem à resolução 04/18, da Comissão de Gestão Financeira. Nela, é exposto que, para assegurar o equilíbrio econômico financeiro, são necessárias medidas para, “manter o equilíbrio das contas públicas e cumprir os limites ficados pela Lei de Responsabilidade Fiscal”.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...