27 de jan de 2017

Área com suspeita de febre amarela passa por borrifação

Nove quarteirões próximos ao Mercado da Guarita no bairro Bebedouro, foram borrifados no final da tarde e início da noite desta quinta-feira (26). Equipes do setor de Endemias e da Vigilância Ambiental da Prefeitura de Parnaíba fizeram o bloqueio e investigação da área onde foi detectada uma criança com suspeita de ter contraído febre amarela quando estava em Minas Gerais. De acordo com o supervisor de endemias, Vítor Dourado, a medida é preventiva para evitar uma possível proliferação do mosquito, caso a criança esteja mesmo infectada. No momento a garota está hospitalizada aguardando o resultado dos exames.
A imagem do “homem fumacê” andando pelas ruas do bairro causou espanto aos moradores que relataram até ter esquecido da existência dessa atividade de saúde. A quantidade de muriçocas é tão grande que alguns queimam estopas para afastar os insetos. “Aqui em casa a gente queima estopas porque tem muita muriçoca e repelente é muito caro. Finalmente lembraram da gente, pois tinha muito tempo que não tinha borrifação no nosso bairro”, disse o assistente de mecânica, Yatan Oliveira.
O médico e secretário de Saúde, Valdir Aragão, acompanhou a ação e andou nas casas dos moradores orientando-os a não deixarem água parada tanto dentro de objetos, quanto em jardins. “Temos que combater o criadouro local, o qual causa a proliferação das larvas e o aparecimento do mosquito. A sociedade precisa ter bastante cuidado com água parada, que é o local ideal para o mosquito se reproduzir. Não somente recipientes, mas também outros locais como jardins, onde determinadas flores acumulam água e acabam servindo de habitat para o mosquito, devem ser verificados. Nesses casos, ao regar a planta, a pessoa pode colocar água sanitária ou um produto químico chamado cautrine, dissolvido na água e pulverizar o jardim. Além de matar muriçoca, acaba também com as moscas e baratas de casa”, orienta o médico.
A ação durou cerca de três horas. Um carro de apoio distribuía o produto químico nas bombas pequenas que eram aplicadas pelo homem fumacê. O combate ao mosquito terá continuidade nesta sexta-feira (27), com um mutirão em todo o bairro. Os guardas sanitários visitarão as residências com as bombas e também será feita a distribuição de panfletos educativos da campanha.
Ascom/PMP

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...