7 de dez de 2016

Um ano depois, incêndio em depósito da Secretaria de Educação segue abafado.



Em virtude de ontem (05), ter completado um ano do incêndio ocorrido no depósito da Secretaria Municipal de Educação, o vereador Carlson Pessoa (PPS) pediu que fosse registrada em ata a ausência de qualquer providência tomada por parte da gestão municipal e dos poderes públicos competentes. O fogo se alastrou rapidamente por todo o prédio, incinerando vários documentos e equipamentos públicos como carteiras, computadores, ar-condicionado, geladeiras, armários e demais eletrodomésticos e eletrônicos.


A despeito da gravidade do sinistro e das constantes cobranças da imprensa e do parlamentar na Câmara Municipal, nada aconteceu. Na época do ocorrido, a então secretária de Educação, Rosany Correia, não registrou nem mesmo um Boletim de Ocorrência. Em entrevista à imprensa da capital, o comandante do Corpo de Bombeiros de Parnaíba, major Rivelino Moura chegou a afirmar que o incêndio poderia ter sido criminoso.


"Estamos aguardando um laudo da perícia criminal. Porém, encontramos indícios de que o incêndio possa ter sido criminoso. Nas proximidades onde detectamos o foco inicial do incêndio havia algumas pessoas antes das chamas começarem", disse o major Rivelino. 

O incêndio foi comunicado à prefeitura de Parnaíba e ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O prejuízo estimado foi alçado em cerca de R$ 400 mil. 

Por Luzia Paula. Fotos: Gleitowney Miranda / Ascom

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...