12 de dez de 2016

Gabi Fortes fala sobre carreira e maternidade

A colunista Gabriella Fortes, 27, pode até ter rosto de menina, no entanto, na vida pessoal e profissional, ela já provou ser uma grande mulher. Formada em Produção de Moda pela Faculdade de Moda e Design AD1, de Brasília, hoje, trabalha como consultora no SEBRAE- PI.

“Sou casada com o Igor há 7 anos e tenho uma filha, a Maria Valentina, de 3 anos, que é a minha vida”. Foi essa experiência com maternidade que deu origem a sua coluna no @portalmempi. Ela escreve sobre s realidades de ser mãe, dicas para educar os pequenos, e muitos assuntos que ajudam mamães pelo Brasil a fora.

Gabi Fortes é a nossa entrevistada da semana e em um bate papo descontraído falou sobre sua relação com o mundo da moda, carreira, maternidade e família.

whatsapp-image-2016-12-11-at-15-46-30

Como surgiu o interesse por moda? Como você enxerga o mercado de moda em Teresina?

Na época que eu morava em Brasília eu amava entrar em sites de moda e acompanhar a vida dos famosos de Hollywood. Gostava das tendências que eles lançavam e de sair do óbvio. E aí, foi quando surgiu a faculdade e não tive dúvida de que era o que eu queria. Nunca fui boa em desenhos, mas graças a Deus, na faculdade você podia seguir por dois segmentos: estilismo e produção de moda, que foi o meu caso.

Logo no início, consegui um estágio em um shopping de Brasília que era ser “personal stylist” dos clientes. E eu amei! Depois disso fiz algumas matérias para o jornal Correio Brasiliense, como produtora. Bom, passaram-se os anos e eu voltei a morar em Teresina. Quando cheguei aqui, comecei a trabalhar no SEBRAE-PI, como consultora das indústrias do Piauí. Acho o mercado de Teresina muito promissor, temos muitos profissionais bacanas trabalhando com moda. Fico muito orgulhosa de vê o quanto, a cada ano, o mercado cresce. Tenho pretensões em trabalhar mais e com outros empresários, vamos esperar que apareçam oportunidades.

Como você se tornou uma consultora do SEBRAE?

Já conhecia o trabalho do SEBRAE e quando voltei para Teresina pensei que seria uma ótima forma de estar perto das indústrias do Piauí e o conhecer um pouco mais do trabalho das pessoas daqui.

Como é o seu trabalho?

Bom, eu trabalho buscando inovação de mercado, cursos e consultorias que possam de alguma forma ajudar os empresários. Faço visitas as empresas, procuro sempre ouvir a demanda, saber o que eles estão precisando para tentar achar soluções. O SEBRAE tem muitos cursos e palestras que abrem a cabeça para novos caminhos e desafios.

Você é jovem, já tem uma carreira bacana e uma filha linda. Como faz pra conciliar tudo?

Eu aprendi que precisarmos saber quais são nossas prioridades na vida, e nos organizarmos. Vejo pessoas que tem muitas mais responsabilidades que eu, e que conseguem fazer tudo. A gente só precisa de uma dose de disposição. Por várias vezes deixamos de fazer coisas por pura preguiça e acomodação, e isso que não devemos deixar acontecer.

whatsapp-image-2016-12-11-at-15-49-30

Profissionalmente, o que você ainda tem vontade de fazer? Tem algum plano ou objetivo diferente para o futuro?

Sim, nós sempre queremos mais, né? Estou apostando muito no sucesso do portal e quero muito contribuir para seu crescimento. E tenho muita vontade de montar um negócio próprio.

Você escreve para o portal sobre maternidade. Como tem sido essa experiência na sua vida?

Depois da minha filha, confesso que moda ficou um pouco em segundo plano. Hoje eu vivo e respiro pela minha filha, então escrever sobre maternidade é escrever sobre meu dia-a-dia, minhas experiências e descobertas. Pra mim, tem sido incrível compartilhar com as leitoras o que eu penso sobre cada assunto debatido.

Conta uma coisa engraçada que você já passou com a sua filha ou uma curiosidade bacana que você só descobriu após a maternidade.

A fase que ela está agora tem sido uma das mais engraçadas. Ela está se achando independente e adulta. Cada dia ela tem uma descoberta e respostas na ponta de língua. Estar por perto dela é sempre engraçado, fica difícil listar uma única coisa assim.

 Se você pudesse deixar apenas um ensinamento para a sua filha, qual seria?

Nossa, um só é pouco. Mas quero que minha filha seja humana, sabe? Quero que ela saiba ser humilde, honesta, que ela saiba respeitar as pessoas com suas diferenças, com suas qualidades e defeitos. Que ela ajude o próximo sempre que puder.

Quem é sua maior inspiração?

Posso falar que minha família é minha maior inspiração. Minha mãe e meu pai são bem diferentes no modo de ver a vida, mas cada um tem seus ensinamentos. Seja agindo pelo coração ou pela razão. Meu marido é exemplo pra mim de bondade e determinação. Minha irmã de uma personalidade muito marcante. Além disso, tive avós que eram exemplo de humildade e que sempre pensavam em ajudar as pessoas. Minha filha, hoje, se tornou a pessoa que mais me inspira em ser uma pessoa melhor, a cada dia. A verdade é que, graças a Deus, estou cercada de pessoas maravilhosas e amadas.. Me sinto muito abençoada e grata pela família que eu tenho.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...