10 de ago de 2017

Sedesc firma parceria com projeto de combate a violência doméstica

Neste mês de agosto, assim como ocorre há dez anos, a Igreja Adventista do Sétimo Dia em Parnaíba se organiza em torno do projeto “Quebrando o Silêncio”, que visa combater a violência física, sexual e emocional contra as mulheres, as crianças e os idosos na região. Para tanto, uma vez que este ano a instituição dispõe de poucos materiais, o pastor Janderson Fonteles, um dos líderes religiosos da Igreja Adventista na cidade, reuniu-se na manhã desta quinta-feira (10) com a secretária de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc), Adalgisa Moraes Souza, e solicitou a parceria do município para a realização da campanha.

Ao perceber a grandiosidade e relevância do projeto, Adalgisa se interessou pela iniciativa e sinalizou uma parceria, sendo que o município fará a doação de 5 mil exemplares de folhetos educativos da campanha que este ano tem como foco a violência sexual contra mulheres e crianças. Também farão parte da ação as entidades municipais do Núcleo Multidisciplinar Lei Maria da Penha, o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), o Núcleo de Enfrentamento à Violência (NEV) e o Centro de Referência de Assistência Social (Cras).
A grande mobilização social ocorrerá no dia 26 deste mês na praça principal do bairro São Vicente de Paula, próxima ao Cras. Durante a manhã será usado um carro de som para convidar os moradores para a ação na praça, onde serão realizadas palestras educativas trazendo orientações e formas de combate a violência contra a mulher, além de serviços gratuitos de saúde, como aferição de pressão arterial, teste de glicemia e etc, além de brincadeiras para as crianças. Enquanto isso, outro grupo de voluntários estará espalhado pelo bairro distribuindo os materiais. No final da ação, será oferecido um Sopão na praça.

Histórico e objetivos do Projeto
Quebrando o Silêncio é um projeto educativo e de prevenção contra o abuso e a violência doméstica promovido anualmente pela Igreja Adventista do Sétimo Dia em oito países da América do Sul, (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai) desde o ano de 2002.
A Campanha Quebrando o Silêncio tem como objetivos:

·         Conscientizar a população em geral, em particular as crianças, mulheres e idosos sobre a importância de pôr um basta à violência, através do ensino de regras simples e eficazes de prevenção e sobrevivência ao abuso.
·         Orientar as famílias, pais e filhos, educadores e alunos sobre o assunto, levando esclarecimento quanto a seus direitos e alertando quanto à necessidade de quebrar o silêncio e buscar junto aos órgãos competentes o apoio necessário.
·         Promover a paz para um mundo melhor por meio da distribuição de panfletos, revistas e palestras, formando um padrão cultural de que a violência na família é inaceitável.
·         Resgatar os valores cristãos do amor e respeito ao próximo, fortalecendo as famílias, que é facilitadora da interiorização de valores.
·         Coibir abusadores.

A violência em números
Em 2016, as denúncias sobre casos de violência contra a mulher aumentaram 70%. Em 2015, o Piauí era o segundo Estado no ranking em número de denúncias. O 180 do Disque Denúncias registrou 44 ligações a cada 100 mil mulheres. À época, o Estado ficou atrás do Distrito Federal, com 60 casos, e seguido por Goiás, com 35 registros.

A Igreja Adventista no Piauí soma forças para alcançar o maior número de beneficiados pelas ações do Quebrando O Silêncio, e assim levar o apoio necessário e devolver a esperança.

Por Luzia Paula | Edição: José Wilson | Jornal da Parnaíba

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...