5 de jun de 2017

'Revista São Paulo' conta história de garçom piauiense expert em cinema

interna.png

reportagem da Revista São Paulo, de Folha, contou a história do piauiense Ricardo Matarazzo, garçom que trabalha no restaurante Pobre Ruan, localizado na cobertura do Shopping Cidade Jardim, capital paulista. Natural de Piripiri, é um amante do cinema, orgulha-se de já ter conhecido cineastas como Bruno Barreto e Arnaldo Jabor, e conquista a clientela com seu conhecimento aguçado pela sétima arte.
O artigo assinado por Roberto de Oliveira, de Folha, traz as impressões do piauiense sobre Quentin Tarantino, "um cineasta original, único, um dos mais criativos da safra contemporânea".
Ricardo se orgulha do apelido nobre, que ganhou há 23 anos, pela semelhança física com o avô Francesco Matarazzo (1854-1937). Ele chegou na cidade para tentar trabalhar em uma refinaria de petróleo. Não deu certo, e desde então já trabalhou em quatro restaurantes de São Paulo.
Seu primeiro contato com o cinema foi aos 13 anos, quando assistiu na telona o drama "Papillon", com Steve McQueen e Dustin Hoffman. Desde então, usa do conhecimentopara aproxima-se da clientela. Mas avisa: "Gosto de filme de ator", deixando claro que leva sua paixão à sério.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...