14 de jun de 2017

No Piauí operação desbarata bando suspeito de fraude em financiamentos de veículos

O delegado Ademar Canabrava, titular o 12º Distrito, que comanda as investigações de um esquema ilegal de financiamento de veículos, revelou que são 14 mandados de prisão preventiva e que além de empresários há também pedido de prisão para funcionários de bancos e financeiras. Os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em uma revendedora de veículos, na zona Leste, onde documentos foram apreendidos.  
“O banco também colabora (para a suposta fraude) porque a facilidade de se conseguir financiamento é muito rápido, muito prático, dinheiro já cai na conta, as pessoas sequer vão ao banco. Também temos pedido de prisão gerente de bancos que provavelmente serão presos”, afirmou o delegado. 
Ele explica como acontece a fraude. “Você vem a loja, faz o cadastro, não dá certo comprar o veículo e depois esse veículo está financiado em nome daquela pessoa. Outras vezes são só laranjas, que não têm dinheiro em conta, não têm conta nem nada que são usados para comprar os carros. Nós encontramos uma vítima de Picos que tem três carros no seu nome e nunca comprou veículo nessa loja”, afirma Canabrava. 
O delegado destaca que a quadrilha é muito grande e que essas são somente as primeiras prisões, tem mais gente para ser presa. “Com certeza vamos cumprir todos os mandados. Estamos levando toda a documentação e que nos interessar, vamos anexar no bojo do inquérito e apresentar a justiça”, destaca sobre a apreensão na revendedora. 
 
Até o momento, um empresário identificado como Paulo Sérgio Ribeiro Pires está preso. Outro, identificado como Fábio Pereira de Almeida deve se apresentar, mas ainda é considerado foragido e uma gerente de loja também. O advogado Sergio Motta, disse que seu cliente Fabio Almeida não tinha conhecimento das supostas fraudes.  Ele admite que as elas ocorreram, mas que foram feitas por um funcionário de uma financeira que trabalhava na concessionária. 
"Em nenhum momento meu cliente manipulou qualquer documento. Um funcionário, que já foi demitido, tinha senha do meu cliente e  usou para fazer financiamento fraudulento", disse o advogado.
Segundo a polícia, a quadrilha atua há algum tempo em Teresina com ramificação em todo o Estado e no Maranhão. “Tem outras delegacias apurando e acho que a Polícia Federal também”, acrescentou o delegado.
Canabrava afirmou ainda que três carros foram apreendidos e foi a partir de um deles que as investigações foram iniciadas. 
Os crimes são de estelionato, formação de quadrilha e falsificação de documentos.
Matéria original
A Polícia Civil do Piauí cumpre ordens judiciais em Teresina contra suspeitos de envolvimento em um esquema ilegal de financiamento de veículos. No alvo da operação estão empresários do mercado automobilístico. Contra eles pesa a acusação de estelionato. Por volta das 6h, um dos empresários foi preso.
O delegado Ademar Canabrava, titular do 12º DP e responsável pela investigação,  informou que os investigados usavam nomes de terceiros para fazer o financiamento de veículos.
Pelo menos 10 vítimas prestaram queixa. Uma delas, por exemplo, descobriu que seus dados pessoais foram utilizados na compra de três carros, quando na realidade, a vítima não adquriu nenhum bem. 
A operação foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (14) pelo 12º Distrito Policial. Ao todo estão sendo cumpridos três mandados de prisão e dois de busca e apreensão. 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...