29 de abr de 2017

Parnahyba empata e se despede melancolicamente do returno

Parnahyba está fora das semifinais do segundo turno, mas classificado para as finais do Campeonato 2017. 

O nigeriano Yerien tentando e não conseguindo furar a defesa do Flamengo
Com estádio vazio por conta da recomendação do MP, que limita uso do Albertão, Flamengo e Parnahyba se enfrentaram na tarde deste sábado (29) em partida válida pela sétima e última rodada da Taça Cidade de Teresina, returno do Piauiense e terminaram empatados em 1 a 1. Com o empate sem gols na outra partida da rodada entre Piauí e 4 de Julho as duas equipes se classificaram ficando o 4 de Julho em terceiro e Piauí em quarto lugar. River em primeiro e Altos em segundo já haviam se classificado antes  para as semifinais do returno.

O Flamengo iniciou o jogo em cima do Parnahyba especialmente pela esquerda do ataque onde encontrava mais facilidade para tocar. E foi assim que conseguiu uma falta na entrada da área. Capela cobrou e abriu o placar aos 10 minutos para o Flamengo em uma linda cobrança no ângulo direito do goleiro do Tubarão. Alex ainda foi na bola, mas era tarde demais.
Capela comemora o gol logo aos 10 minutos do primeiro tempo. Virou rotina o Parnahyba levar gol no início do jogo.
Passado o susto do gol o Parnahyba passou a ter mais volume de jogo, mas sem consistência e assim os dois times alternaram momentos de domínio.

O segundo tempo foi de domínio do Flamengo, vez que o Parnahyba do primeiro turno não jogava no segundo o mesmo futebol que o levou a ser o campeão da Taça Estado do Piauí, mas nos acréscimos, aos 48 minutos, Dênis veio com ela lá da defesa, invadiu a área, ganha do marcador e chuta para o gol e Evandrízio aceita, empatando o placar no Albertão. Este resultado eliminou os dois que morreram abraçados no Gigante da Redenção.
O Parnahyba ainda teve um gol anulado aos 21 minutos do segundo tempo quando uma bola levantada na área sobrou para Gilmar Bahia, que cabeceou para o fundo das redes de Evandrízio, mas a arbitragem, no entanto, entendeu que foi o impedimento.
Dunga entrou no início do segundo tempo, mas saiu minutos depois contundido.

Serve como consolo ao Parnahyba ter a vaga garantida na final do Piauiense por ter sido campeão do primeiro turno.

A equipe do Tubarão jogou de forma apática sem consistência no meio de campo. Tonet ainda tentou melhorar o setor colocando Dunga no segundo tempo, mas ele jogou poucos minutos e saiu contundido com uma forte pancada no joelho. Para os jogos da final o Parnahyba precisa melhorar muito os dois setores: meio campo e ataque. É possível que se Dunga permanecesse no jogo, poderia fazer uma melhor ligação entre os dois setores mais carente do time. Quem também não fez uma boa partida e mais uma vez decepcionou foi Fabiano e o nigeriano Yerien também não brilhou como nos jogos anteriores, onde fazia a diferença entrando no segundo tempo. Enfim, o técnico Tonet terá muito trabalho para tornar o Parnahyba novamente competitivo e vencer a final do campeonato.
Estádio Albertão vazio por conta da recomendação do MP contribui para a fase ruim do futebol piauiense que nem estádio tem para seus jogos.
Flamengo:1-Evandrízio, 2-Barata, 3-Sadan, 5-Rafinha, 6-Tiaguinho, 7-Paulo Cearense, 8-Leo Maceió, 9-Eduardo, 10-Capela, 11-Fabinho. Técnico: Nivaldo Lancuna

Parnahyba: 1-Alex, 2-Thiago Granja, 3-Gilmar Bahia, 4-Renan, 5-Ramon, 6-Siderval, 7-Tininho, 8-Marcos Gasolina (Dunga e depois D^denis), 10-Doda Maranhense, 20 –Yerien, 11- Fabiano (Pio). Técnico: Fernando Tonet.

A arbitragem ficou por conta de Antônio Santos Nunes, auxiliado por João Thiago Carvalho Reis e Alisson Lima Damasceno. 
Fernando Tonet pedindo aos seus comandados que joguem bola.
Por José Wilson | Jornal da Parnaíba | Fotos: Renan Moraes

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...