10 de fev de 2017

Após reunião SEDUC apresentará nova proposta para Escola de Recreação


O secretário Municipal de Educação, Roger Jacob, esteve reunido na tarde de hoje (09) com pais de alunos e com o corpo docente e diretivo da Escola de Recreação Boa Esperança, no bairro Pindorama, que está dentro da proposta de realocação de alunos devido a falhas estruturais do prédio. Jacob explanou para o público todo o diagnóstico da escola que tem problemas de climatização nas salas de aula, falta de um espaço adequado para as crianças lancharem, além de apenas dois banheiros para atender os cerca de 200 alunos matriculados, entre outras questões.

A ideia seria transferir os estudantes para duas escolas referência em educação da rede municipal de ensino, como a Escola de Aplicação e a Escola Municipal João Orlando. No entanto, por meio de um debate democrático e troca de opiniões, boa parte dos pais optou pela permanência dos filhos, argumentando a praticidade do local por estarem mais perto de casa e o apego emocional que eles mantêm com a comunidade.
Como a unidade de ensino já havia sido notificada por diversas vezes pelo Conselho Municipal de Ensino, recomendando inclusive que o município encerrasse o convênio, Jacob acordou com os pais que eles apresentarão para a Secretaria Municipal de Educação (Seduc), uma ata assinada por todos eles se responsabilizando pela segurança das crianças dentro do prédio.

                           Escola de Recreação Boa Esperança

“Essa escola está fora de qualquer padrão de segurança e dignidade para as crianças. Como os pais pediram que a escola permanecesse, a diretora e o líder da comunidade irão elaborar uma ata assinada por eles e o Conselho, que é soberano, decidirá se aceita ou não a proposta”, disse Jacob.
As aulas começarão normalmente na próxima segunda-feira (13) até o Conselho expedir o parecer favorável ou não a renovação do convênio do município com o prédio. Caso haja negativa, a prefeitura não poderá fazer renovação do contrato. “A Escola de Recreação não é pública, ela é um prédio privado. Se o Conselho não aceitar essa nova proposta, ficaremos de mãos atadas e quem terá a decisão de mantê-la aberta será a própria comunidade”, explicou o secretário.

Também fizeram parte do debate o vereador Carlson Pessoa (PPS) e a vereadora Fátima Carmino (PT). Diante da intenção de boa parte dos pais de manterem os filhos na escola, Carlson se comprometeu a buscar apoio na Câmara Municipal para construção de uma cobertura no pátio a fim de servir de abrigo para e meninada poder lanchar com mais tranquilidade. 
Teve também um grupo que se interessou pela proposta inicial da Secretaria de Educação e, no final da reunião, algumas mães procuraram o secretário com a intenção de transferir os filhos para a Escola de Aplicação.

“Conversei com algumas mães e elas falaram que a Escola de Aplicação é tão boa quanto uma particular. Estou preocupada com a estrutura do prédio e toda mãe se preocupa e quer o melhor para o seu filho. Estou pensando seriamente em transferir minha filha”, disse a dona de casa Leidiane Ribeiro.

Por Luzia Paula. Fotos: Gleitowney Miranda /Ascom 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...