9 de jan de 2017

'Só pensava em beijar meu filho', diz mulher feita refém por mais 5 horas no PI

Resultado de imagem para blogdopessoa refens lotericas


Momentos de muita tensão e pânico. Assim foi definida a noite da última sexta-feira (6) para seis pessoas mantidas reféns sob a mira de armas durante o assalto a uma casa lotérica em Parnaíba, Litoral do Piauí. A ação durou mais de cinco horas e terminou com um dos assaltantes baleado na cabeça e morto. O outro criminoso se entregou à polícia.

Um vídeo conseguido pela reportagem mostra o momento em que a primeira pessoa é liberada e sai do local tirando uma moto que estava na frente do carro que foi usado pelos assaltantes. O veículo, segundo a Polícia Militar, era roubado.

G1 conseguiu conversar com uma das vítimas. A mulher, que não quis ter a identidade revelada, disse que durante todo o tempo sob poder dos assaltantes, só pensava em poder voltar pra casa e encontrar o filho.

Bandido morre e outro fica ferido após fazer 5 pessoas reféns em assalto em Parnaíba (Foto: Divulgação/ Polícia Militar)Viaturas da PM e Samu foram acionadas
(Foto: Divulgação/ Polícia Militar)
A ação criminosa ocorreu por volta das 20h30 quando os funcionários se preparavam para deixar o estabelecimento. Ao abrirem a porta para sair da lotérica, foram surpreendidos pelos criminosos.

“Muita coisa passou pela minha cabeça. Foi muito pânico. Por vários momentos eu só pensava em ver meu filho, chegar em casa e poder abraçar e beijar o meu filho”, falou a mulher.

A Polícia Militar foi acionada momentos após a ação, depois que moradores suspeitaram que o local estivesse sendo assaltado. Várias viaturas foram enviadas ao local e logo um cerco foi montado por todo o quarteirão. Por mais de cinco horas os policiais tentaram negociar para que os dois assaltantes liberassem os reféns.

A vítima relatou ainda que os bandidos ainda permitiram que os reféns falassem ao telefone. “Como a polícia já estava lá fora, eles disseram que não importava mais. Pedi pra ligar pro meu marido e foi quando ele me disse que nosso filho estava dormindo e ele estava lá, do lado de fora da loteria. A gente chorava muito, principalmente quando eles diziam que iam matar todo mundo e depois se matar”, relatou ainda emocionada.

Além dela, outras cinco pessoas foram mantidas reféns durante a ação: um segurança, uma estagiária, dois caixas e a gerente do local. Todas as vítimas prestaram depoimento no sábado (7). O criminoso preso foi encaminhado para a Central de Flagrantes, mas transferido neste domingo (8) para o sistema penitenciário.

Por: Denílson Freitas/Blog do Pessoa com imagem de Gleytownei Miranda e informações do G1/PI

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...